Archive for Janeiro, 2010

Os Enfermeiros estão em LUTA!

Janeiro 26th, 2010

O PCP Paredes vem, por este meio, manifestar o seu apoio à luta corajosa e à greve nacional que os Enfermeiros Portugueses irão concretizar nos próximos dias 27, 28 e 29 de Janeiro de 2010, identificando-se e solidarizando-se plenamente com os seus objectivos.

O PCP Paredes solidariza-se com todos os Enfermeiros que trabalham nas Unidades de Saúde e Hospitais do Vale do Sousa (Paredes, Penafiel , Paços de Ferreira, Lousada, Felgueiras e Castelo de Paiva) e que adiram a esta greve justíssima pela DIGNIDADE e pelo RESPEITO que a Profissão de Enfermeiro merece.

De modo a clarificar melhor a população em geral, e os utentes dos serviços de saúde em particular, sobre os motivos que justificam esta greve dos Enfermeiros Portugueses, transcrevemos, com algumas adaptações, o seguinte comunicado da autoria do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses e do Sindicato dos Enfermeiros da Região Autónoma da Madeira:

Durante anos lutámos para ter uma profissão mais digna!
Durante anos lutámos para termos maior grau de qualificação!
Durante anos lutámos para sermos mais competentes!
Desde sempre temos cuidado de si e, ao mesmo tempo, exigindo mais de nós próprios:
- Mais formação,
- Mais responsabilidade,
- Mais empenho.

Desde sempre, assumimos que ter Enfermeiros mais qualificados significava ter cidadãos melhor cuidados e melhor qualidade de vida para todos os Portugueses!

Os sucessivos Governos PS, PSD e CDS que tutelam o Ministério da Saúde à mais de 30 anos, quando assim o entendem, afirmam que os Enfermeiros são imprescindíveis para que os serviços de saúde funcionem melhor… afirmam que os Enfermeiros são imprescindíveis para que os serviços funcionem mais horas… afirmam que a Profissão de Enfermagem é de reconhecido mérito.

MAS, quando chega o momento de compensar a nossa maior disponibilidade, o acréscimo das nossas responsabilidades, a melhoria das nossas qualificações, o alargamento das nossas competências e o aumento do volume de trabalho e das cargas horárias, VEJA o que o actual Ministério da Saúde deste Governo PS (presidido por José Sócrates) nos propõe quanto a remunerações iniciais:
- Remuneração inicial actual: 1.020 Euros
- Remuneração inicial proposta pelo Governo PS: 995,51 Euros (menos 24.49 Euros!)

Agora, caro leitor e utente do Serviço Nacional de Saúde, compare com as remunerações iniciais actualmente em vigor nas seguintes profissões:
- Remuneração inicial de Professor: 1518 Euros
- Remuneração inicial de Técnico Superior de Saúde: 1626 Euros
- Remuneração inicial de Inspector: 1664 Euros
- Remuneração inicial de Magistrado: 2549 Euros
- Remuneração inicial de Médico: 2575 Euros

Sr(a) Utente do Serviço Nacional de Saúde, diminuir o salário actual dos Enfermeiros Portugueses é “diminuir-nos” perante os outros profissionais deste País, é “desincentivar-nos” para a prestação dos serviços de saúde de qualidade que a População Portuguesa merece, e é a “compensação” que o actual Ministério da Saúde nos “oferece” por sermos mais qualificados, mais competentes e mais empenhados.

Esta luta é também sua, pois é um combate pela DIGNIDADE e pelo RESPEITO da Profissão que exercemos e dos Doentes que cuidamos contra a HUMILHAÇÃO que nos querem impor.

Lutar contra as injustiças, exigir uma vida melhor

Janeiro 25th, 2010
Iniciativa do PCP na Estação da CP da Cidade de Paredes.

Panfletos PCP distribuídos à População.

O PCP promove até ao final do primeiro trimestre de 2010 uma grande Campanha Nacional, de contacto e mobilização dos trabalhadores e da população sob o lema “Com o PCP, Lutar contra as injustiças – Exigir uma vida melhor”.

Esta campanha será centrada nos temas do desemprego, da precariedade e dos salários, contará com uma forte presença de rua, com centenas de distribuições junto a empresas e outros locais de concentração popular e visa mobilizar os trabalhadores e a população em geral para a exigência de uma outra política.

Com esta campanha o PCP pretende levar mais longe a sua proposta de ruptura com a política de direita, animar a luta de todos quantos aspiram a uma vida melhor e não se conformam com as injustiças, com o desemprego, com a pobreza e corrupção que aumenta no nosso país.

Iniciativa do PCP na Estação da CP da Cidade de Paredes.
Militantes do PCP que distribuíram os Panfletos.

Com esta campanha o PCP quer reafirmar que o caminho é o do aumento dos salários, da criação de emprego com direitos, do combate à precariedade, do reforço dos serviços públicos, de defesa da produção nacional, do controlo público dos sectores estratégicos da nossa economia, da afirmação de uma outra política ao serviço dos trabalhadores, do Povo e do País.

Hoje, dia 25 de Janeiro de 2010, pelas 17h, realizou-se junto à estação de Caminhos-de-Ferro da Cidade de Paredes, uma distribuição de folhetos à População por parte dos Militantes de Paredes.

Pela Unidade de Saúde de Gandra aberta até às 20H

Janeiro 17th, 2010

Foi-nos dado a conhecer que no dia 30 de Dezembro, o Movimento de Utentes do Centro de Saúde de Gandra enviou um pedido de reunião à Exma. Directora Executiva do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Tâmega II – Vale do Sousa Sul.

No seguimento de uma iniciativa de recolha de assinaturas junto da população de Gandra, um grupo de cidadãos dinamizou um Abaixo-Assinado que pretende sensibilizar os responsáveis regionais da Saúde para o necessário prolongamento de horário de funcionamento da sua Unidade de Saúde, até às 20 horas.

O grupo promotor da iniciativa solicitou ainda uma reunião com a Direcção Executiva do ACES Tâmega II – Vale do Sousa Sul para entrega do referido Baixo-Assinado e informação de esclarecimento.

O PCP considera ser da maior justiça esta exigência que, sendo benéfica para a população, equipara Gandra à situação já existente em outras localidades do concelho de Paredes (Paredes-Cidade, Baltar, Sobreira e Rebordosa).

A população de Gandra sabe que poderá contar, como sempre, com o apoio do PCP nesta luta para prolongar o horário de funcionamento do seu Centro de Saúde até às 20 horas.